31 de dezembro de 2012

TransAndes - 3º Dia

Último dia do ano de 2012, e nosso 3º dia de estrada. O roteiro de hoje nos reserva um trecho desertico e solitário, na qual estaremos totalmente por nossa conta. Um lugar seco, quente, isolado, empoeirado e sem qualquer recurso.

Nos despedimos de nossos novos amigos e deixamos combinado um lugar de encontro no final do dia, na capital San Juan. Escolhemos uma cidade grande, pois essa noite será de festa, e as próximas cidades da nossa rota, seriam apenas pequenos povoados.
Tínhamos a opção de chegar ao destino por longas retas de asfalto. Seria rápido, mas creio que um pouco monótono. Então decidi por um caminho mais curto e exótico, mas bem mais demorado, pois incluía além de serras, 125km de estradas de chão, e tínhamos pouca informação sobre seu estado, pois é um lugar onde poucos passam.

Partimos e voltamos a subir as Sierras de Córdoba, agora pela Ruta Provincial 15, passando pelo Pampa de Pocho (planalto verde com plantações). No vilarejo de Taninga iniciamos o trecho de estrada de chão, a Ruta Provincial 28, que se torna depois a Ruta Provincial 20 na província de La Rioja. Este caminho passa por uma serra muito especial, contendo 5 túneis e 1 viaduto, além de avistar  antigos vulcões extintos. O cenário de "Los Túneles de Taninga" é interessante, com um corte abrupto na serra, tendo abaixo uma planície perfeitamente plana e verde, causa a impressão de estarmos as margens de um mar verde.

O que complica depois de descer, é atravessar esse "mar verde" formado por arbustos espinhentos, com clima seco e quente, aqui praticamente não existe nada e não mora quase ninguém. São 80 km numa única reta, onde a estrada aos poucos vai piorando e se tornando um areião fofo. Se meu veículo não fosse um 4x4 alto, certamente voltaria tudo até Mina Clavero e iria pelo caminho mais longo. Levando em consideração que eu e minha mulher estaríamos sozinhos num lugar desconhecido com pouca informação. Nestes 80 km realmente não vimos ninguém e ficamos contentes quando alcançamos o asfalto do outro lado. A impressão é que não tinha fim, pois é reto, dos lados sempre igual até o horizonte.  No mapa do GPS havia outras estradas transversais, e esperava encontrar alguma coisa nas esquinas, mas elas não existiam. Vimos algumas casinhas isoladas, mas nenhuma pessoa. Lugar abandonado. Mas tinha comigo um Spot Messenger, paro o caso de precisar de auxílio ou emergência. :)

Após rodar um pouco no asfalto, passamos pela cidade de Chepes, na província de La Rioja. Lugar bem ajeitado e até bonito. Mais pra frente, dirigindo pelas longas retas, ficava pensando, o que essa cidade faz aqui? Como se criou? Pois é no meio de um deserto, não tem plantações, tudo é muito longe, o clima é incrívelmente quente. Do que vivem essas pessoas!?! Não concluí nada e continuo sem entender, mas a cidade está lá, basta ir conhecê-la.

Mais pra frente, de surpresa, atravessamos um salar, que não esperava encontrar numa planície. A Salina de Macasin é apenas curiosa, pois não tem muita beleza.

Depois de rodar bastante, passando por quebradas,  montanhas secas e paisagens áridas, além de ver crianças pedindo água na beira da estrada, chegamos em San Juan. Uma cidade cheia de árvores grandes e velhas e plantações de uva. Um verdadeiro oásis!

Encontramos nossos amigos, conversamos bastante, provamos vinho branco da região, jantamos e aguardamos o início de 2013. Tivemos que esperar uma hora a mais em relação ao Brasil pra estourar o espumante. As festas e fogos foram nos arredores da cidade. A praça central estava relativamente calma, mas muito bonita e agradável. Feliz 2013 pra todos nós! Tim Tim!

(Clique nas fotos para ampliar…)


Extinto Vulcão Cienaga.

Ricos minerais.


As pedras do chão.

Cabritas de La Pampa de Pocho.

Composição e mesclas.

Primeira vista da serra.

Tùneis e viaduto feitos a 60 anos.

Belíssimo cenário de Los Túneles.

Entrada de um dos 5 túneis.

"Mar Verde", a paisagem que me trouxe aqui.

Esse não terminou a descida.

Início da longa reta, e último carro visto.

Capelinha próximo ao Parque Chancani, logo após a descida.

E lá vamos nós, deixando a serra pra trás.

Chão seco e muito pó.

Sem fim.

Não havia ninguém.

Horizonte distante.

Retão e a serra ficando pra trás.

Tronco verde e chão seco.

Salinas de Macasin.

Tornado nos pegou! O carro balançou forte!

Chegando em San Juan, belíssimas árvores no deserto.

Quinteto fantástico e a última luz do dia de 2012.

Denise e Ludmila.

Denise na praça central de San Juan.

Esperando 2013. No Brasil começou 1 hora antes.

Tim Tim!!!

Espumante na terra da uva. San Juan.

Pow! :)

Poh! Viva!





30 de dezembro de 2012

TransAndes - 2º Dia


Mapa da Viagem

O mapa com o roteiro da viagem. Cada dia numa cor diferente. No primeiro e nos 2 últimos dias, as distancias foram maiores. Pois sem muitos atrativos, é bom aproveitar pra fazer um deslocamento maior. No total foram 5.500km.

Destinos de cada dia:

Dia - Cidade/Província.Região/País - Distancia percorrida
1º - Santo Tomé/Santa Fé/Argentina - 1080km
2º - Mina Clavero/Córdoba/Argentina - 500km
3º - San Juan/San Juan/Argentina - 450km
4º - Pisco Elqui/Coquimbo/Chile - 450km
5º - Vicunã/Coquimbo/Chile - 230km
6º - Villa Union/La Rioja/Argentina - 480km
7º - Cuesta Portezuelo/Catamarca/Argentina - 480km
8º - Corrientes/Corrientes/Argentina - 800km
9º - Casa - 980km

O dia começou com longas retas até a cidade de Córdoba, capital da província de mesmo nome. No mapa o trajeto em verde escuro. Em seguida fizemos a passagem das serras de Córdoba, e foi aí que a viagem realmente começou. Um maciço longo, que ultrapassa os 2.000m de altitude, com picos próximos a 3.000m, como o Cerro Champaquí, que tem 2.884 m. Essa passagem chama-se "El Camino de Las Altas Cumbres", e é fascinante. Repleto de rochas, córregos de água cristalina entre as pedras e visões panorâmicas. No solo toda a sorte de minerais e pedras interessantes.

Do outro lado desse maciço, no Vale de Traslasierra, está o nosso destino do dia, Mina Clavero. Cidadezinha turística cheia de opções de hotel, mas sugiro um em especial a todos os viajantes, o Hotel Minas, novo e achonchegante, com uma linda piscina para amenizar o calor da Argentina. Já vinha pensando desde cedo em pedir um espumante e ir na piscina. E foi assim que o dia terminou!  Com "espumante na pileta"!

Enquanto enrugávamos os dedos na piscina, batemos papo com uns brasileiros de Volta Redonda-RJ que ficaram no mesmo hotel, e a partir daí começamos uma ótima amizade. Nós próximos 3 dias estaremos em parte na companhia deles, tornando nossos dias mais divertidos e agradáveis.

(Clique nas fotos para ampliar…)

Sierras de Córdoba

Apreciando a paisagem e os pássaros no Parador El Cóndor


Águia que gosta de bife. Veja a sequencia de fotos...


Encolheu as ásas e veio muito rápido.

Se aproximando.

Esticando as patas pra pegar.

Pimba!


Indo embora, segurando o bife...


Tome cuidado amiguinho!

Vista do Camino de las Altas Cumbres

Paisagem do outro lado

Valle de Traslassierra

O chão é interessante

Minerais transparentes.

Uma massa folhada que brilha






A estrada e o cenário

Difícil de achar, fácil de gostar.

Espumante na Pileta!