29 de dezembro de 2012

TransAndes - 1º Dia

Saudações amigos! Vou publicar aqui as experiências e imagens que obtive nessa viagem maravilhosa. Fomos eu, a Denise e nosso guerreiro jipinho, o Suzuki Jimny.


Tinhamos disponível 9 dias, de 29 de dezembro de 2012 até 6 de janeiro de 2013, e pretendiamos ir até o oceano pacífico no Chile, em La Serena, fazendo o caminho mais curto, e reservando mais quilometragem para os dias que não encontraríamos muitos atrativos. Então usando os mapas do GPS programei os trajetos de cada dia, mas com flexibilidade para pequenas mudanças. Escolhi o Paso de Água Negra pra atravessar os Andes, tanto na ida como na volta, pois assim teria mais tempo por lá, e também por evitar assim as filas de Aduanas movimentadas. A beleza desse Paso é incansável.  No total foram 5.500 km rodados e vencidos com muito prazer. Confira!

Partimos cedo de Portão/RS, e estava escuro ainda. Fomos em direção a Uruguaiana, passando por Santa Maria. Em Paso de Los Libres fizemos os trâmites de entrada na Argentina. A aduana estava confusa e movimentada, lotada de hermanos saindo em direção as nossas praias.

Aduana em Paso de Los Libres
Agora pegamos uma moderna e larga pista dupla, a Ruta Nacional 14, mas logo a alegria acabou, pois ela está em obras, com viadutos e trechos movimentados de pista simples e desvios. Logo a frente a direita pegamos a Ruta Nacional 127, uma pista de concreto, já mostrando o peso da idade, e fomos até Paraná, a capital da provincia de Entre Rios. Nome sugestivo né? Já que fica entre dois gigantescos rios, o Rio Uruguai e o Paraná.

Confusão na estrada, fila em postos, poeira, mas só nesse lugar.

Chegando em Paraná, nos dirigimos ao trecho mais interessante do dia, vamos passar o gigantesco rio Paraná, para chegar a cidade de Santa Fé, capital da provincia de mesmo nome. O mais curioso é que não tem ponte! Vamos passar um longo túnel por baixo do rio. Por fim nem vimos o rio nesse momento, e saímos secos do outro lado. ehehehe


Entrada do tunel! Cadê o rio?


Saida do túnel.

É água pra todos os lados!

Depois de uma sequência de pontes sobre anexos ao rio Paraná, passamos pela cidade de Santa Fé, que impressionou pela beleza de suas pontes e construções antigas. Valia muitas fotos, estamos cansados e queremos chegar logo ao hotel.


Ponte antiga de um dos canais anexos.

Fomos então a Santo Tomé, cidade menor, que fica ao lado de Santa Fé, e ficamos no Hotel Escala Uno, conforme indicação do meu irmão. Excelente hotel, e merecido depois de rodar 1.080 km. Apesar de andar tranquilo, chegamos cedo, com sol alto. No frigobar encontro um espumante! A primeira e a mais gostosa da viagem, pena ser uma garrafinha pequena. A espumante também se chamava Uno e era da região de Mendoza.

Agora é jantar e dormir, pois amanha será um longo dia…

(Clique nas fotos para ampliar…)

Espumante Uno! Comemorando o primeiro dia.

Aguardando a janta.





Um comentário:

  1. Bom Demais João!
    Eu conheci 3 pessoas que encararam esse trajeto de Jimny. Coragem hehehehe
    abração e obrigado pela passagem no blog.
    www.delisgaateve.blogspot.com.br

    ResponderExcluir