Postagens

Mostrando postagens de 2018

Expedição Puna Argentina 2018 - Dias 08, 09 e Roteiro

Imagem
Dia 08

Amanhece nublado em Cafayate. Seguimos pela Ruta 40 até Amaicha del Valle para subir a encosta do Vale Calchaqui. A partir daqui faremos o mesmo caminho da vinda. Passamos novamente pela Abra del Infiernillo a 3040 metros de altidude para descer os Andes por Tafí del Valle abaixo de um dilúvio. Seguimos para Termas de Rio Hondo, Santiago del Estero até Presidencia Roque Sáenz Peña. Chegamos de noite e fomos direto ao Hotel Atrium Gualok, depois de andar por 800 km.

Dia 09

Saimos ao clarear do dia para fazer os 1150 km que nos separam de casa. Já de volta ao Brasil gastamos a gasolina reserva que serviu apenas como garantia. Depois do andar o dia inteiro até anoitecer chegamos aos braços da família.
E assim termina essa inesquecível viagem pelas entranhas da cordilheira dos Andes. Cansados mas de alma lavada. Obrigado a todos pela companhia!

Roteiro:

30/12/17 - 1150km - Casa, São Borja, Corrientes, Pres. Roque Sáenz Peña;
31/12/17 -   720km - Pres.R. Saenz Peña, Santiago del Estero…

Expedição Puna Argentina 2018 - Dia 07 - Valles Calchaquies

Imagem
Cedinho os irmãos Tartari se despediram e seguiram o rumo de casa pelo Parque Los Cardones cruzando pela cênica estrada da Quebrada del Obispo. Ficamos então em um só Jimny para as férias da viagem, curtindo o melhor da região, as bodegas! E também é claro, a Quebrada de Las Flechas na Ruta 40.

Os vinhos do Vale Calchaqui são especiais com características únicas no mundo. Se produz bons vinhos com menor esforço, devido as condições do clima e altitude, que variam de 1800 a 3200 metros. Ventos secos e quentes durante o dia e frios a noite devido a amplitude térmica, garantem a sanidade das uvas. A radiação solar fortíssima, faz as uvas desenvolverem a casca mais grossa, para se proteger dos raios UV. E é justamente na casca que está tudo o que a uva tem de melhor, como os açúcares, aromas, corantes, antioxidantes e flavonóides. Elas são portanto muito doces e aromáticas. Os vinhos ficam encorpados e fortes. Basta os enólogos saberem aproveitar o que tem em mãos para fazer vinhos de alta…

Expedição Puna Argentina 2018 - Dia 06 - Abra del Acay

Imagem
Nasce um belo dia de céu azul, como é de se esperar aqui em San Antonio de los Cobres. Hoje vamos pela Ruta 40 passar na Abra del Acay e descer no interior do charmoso Valle Calchaqui. É uma encosta da cordilheira a leste, que separa o clima do altiplano com o clima continental, e ainda os ventos que vem do interior do vale. No verão o tempo fica instável. No dia anterior avistamos nuvens negras nessa área, criando um clima ameaçador. As condições do tempo tendem a ser boas de manhã e se deteriorar durante o dia. Antes de encarar o caminho fomos ao quartel da Gendarmeria Nacional nos informar sobre as condições da estrada. Olharam para nossos Jimny e disseram. "Pueden ir, pero con mucha precaucion."

Compramos mais água, tanque cheio e simbora! Um pedacinho de asfalto e logo estrada de chão que começa subindo. Mesmo andando devagar rapidinho estávamos a 4.000 metros, 4.500 metros e chegamos a 4.900 metros! A Abra del Acay é uma passagem bem curta, que me lembrou o Paso de Água…

Expedição Puna Argentina 2018 - Dia 05 - Montanhas e Salares

Imagem
Antes do sol nascer no altiplano, já estávamos de pé. Com disposição, gasolina, comida e água de reserva. Mudamos o roteiro de hoje, porém não sabíamos qual caminho pegar, mesmo com diversos mapas de GPS. O Google Maps não tinha informação do trajeto, outros tinham apenas trechos, e os que tinham mais dados traçavam rotas diferentes. Depois de erradas e acertadas pegamos a rumo certo. E que belo rumo! Com paisagem de tirar o "fôlego", pela beleza e amplitude e também altitude.

A estrada exige veículos robustos e confiáveis. É muita pedra, poeira, costeletas, subidas íngremes e pouco oxigênio. Por vezes abandonávamos a estrada e seguíamos por quilômetros ao lado dela, pois era terrível. E assim foi do amanhecer ao anoitecer, para sacolejar por 420km entre Antofagasta de la Sierra a San Antonio de los Cobres. Sempre acima dos 3.400 metros. Ao longo do dia passamos dos 4.000 metros por 4 vezes pra depois descer para atravessar salares e subir novamente. Logo de manha foi a 4.635…